6 de dezembro de 2013

Quem é o responsável?

As dificuldades que surgem em nossas vidas não são optadas por nós. Será? Se algo aconteceu em nossas vidas, foi porque de certa forma permitimos que isso acontecesse. Para muitas pessoas este pensamento parece clichê, mas para mim não é, pois em minha vida já passei por diversas situações aonde pude constatar dificuldades que foram criadas pelos meus próprios atos, algumas vezes inconscientes.

De fato é mais fácil delegar um problema a um terceiro do que ter que assumir a responsabilidade de determinada situação. É difícil ter que aceitar esta verdade, muito embora lá no fundo sabemos que isso ocorre. Mas como eu estava dizendo, em minha vida eu passei por algumas situações em que eu fui o culpado embora algumas pessoas me dissessem que eu não era. Talvez a palavra certa não seja culpado, mas sim, responsável.

Há alguns anos eu passei por uma situação muito difícil em minha empresa, estávamos passando por uma crise, tínhamos perdido um ótimo contrato o que enfraqueceu demais a nossa receita. Como precisávamos agir rapidamente, fizemos uma reunião e nesta ocasião eu acabei sugerindo que desenvolvêssemos uma revista feminina, já trabalhávamos com material impresso na época. Algumas pessoas diziam: Nossa que legal Fernando, vai dar certo. Outras diziam: Fernando, tenha cuidado você não tem experiência nessa área de revistas de repente não seja uma boa escolha. Acabamos decidindo encarar o desafio e no percurso sofremos muito, houveram clientes inadimplentes, erros de impressão de material, falha de comunicação, e cada vez mais as dívidas iam aumentando. E durante alguns anos fomos conduzindo inexperientemente a revista feminina. Éramos uma empresa pequena, no entanto tínhamos um material muito bonito. Por fim a revista não seguiu deixando um enorme prejuízo.

No caso acima, eu poderia simplesmente alegar que a gráfica era a culpada, que os clientes inadinplentes eram culpados, que a minha equipe não estava preparada, eu poderia responsabilizar inúmeras situações pelo insucesso da revista. Evidentemente que ter que encerrar a revista foi um momentos muito doloroso, haviam muitas pessoas envolvidas e todos nós sentimos muito a perda. Embora eu pudesse citar terceiros como culpado, eu tentei ver o outro lado da situação, puxando a responsabilidade para as minhas mãos e com o tempo eu constatei que tudo o que ocorreu foi por causa da minha inexperiência no ramo de revistas.

Hoje eu percebo que se algo for acontecer de errado, a culpa não será dos outros, mas sim minha. Quando temos a condição de trilhar o nosso caminho tudo poderá ficar mais fácil, ou, mais difícil. Por tanto, fazer as escolhas certas é fundamental, tanto para o sucesso profissional, quanto para o sucesso pessoal.

Um ótimo dia a todos vocês queridos leitores.
Por: Fernando Lapolli

2 comentários:

  1. Olá Fernando, acompanho já tem um bom tempo apenas pelas belas frases, e ultimamente acesso o seu blog.
    Ao ler sua mensagem com o tema QUEM É O RESPONSÁVEL? Me vi em seus desabafos, porém levando em consideração em sua fala no último paragrafo de fato quando temos a condição de trilhar o nosso caminho tudo poderá ficar mais fácil, ou, mais difícil. Mas sempre será de nossa responsabilidade o que vamos decidir e/ou fazer. As escolhas sempre terá duas finalidades ou para o bem ou para o mal, certo ou errado, não importa! O importante ainda é saber que tudo depende de nós mesmos, pois as consequências teremos que saber em como lidar.
    Parabéns você é brilhante como profissional e como pessoa.
    Sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato pelo seu comentário e reflexão. Verdade, quem escolhe o caminho a percorrer somos nós mesmos. Por isso vamos desde já aproveitar e fazer um ótimo agora! Bons pensamentos.

      Excluir

>>> Faça o seu comentário no formulário ACIMA. Favor colocar seu nome no final do comentário.