31 de outubro de 2017

O amor

Em meados do ano de 2012 eu escrevi a frase abaixo que está no meu livro 365 frases! Faltam 35 dias para o lançamento da 2° edição do livro.

"O amor tem o poder de transformar, mas também tem a capacidade de compreender." 


Dentro da ideia de buscar entender o amor, eu, como todo ser humano me peguei diversas vezes refletindo sobre este sentimento que nos leva ao inesperado.

Em muitas pesquisas realizadas sobre o amor, pude detectar que de fato há um enorme mistério sobre este sentimento, haja vista os modelos que, ele "o amor", por si só cria.

Para entender um pouquinho mais sobre o amor, fui verificar no wikipedia o seu significado, e veja o que encontrei:

IMAGEM CAPTURADA NA INTERNET: CRÉDITO DESCONHECIDO

"Amor (do latim amore) é uma emoção ou sentimento que leva uma pessoa a desejar o bem a outra pessoa ou a uma coisa.[1] O uso do vocábulo, contudo, lhe empresta outros tantos significados, quer comuns, quer conforme a ótica de apreciação, tal como nas religiões, na filosofia e nas ciências humanas. O amor possui um mecanismo biológico que é determinado pelo sistema límbico, centro das emoções, presente somente em mamíferos e talvez também nas aves — a tal ponto que Carl Sagan afirmou que o amor parece ser uma invenção dos mamíferos.[2]".


No parágrafo acima podemos observar que o amor possui inúmeras interpretações, no entanto, compreendemos que por ser um sentimento, ele, o amor, sofre mutações, ou seja se modifica de acordo com o momento pelo qual passamos.

Na frase "O amor tem o poder de transformar, mas também tem a capacidade de compreender." tomei o cuidado para me ater ao fato de que o amor não é tão somente um ato romântico, mas também que; o amor é...

- Saber relevar;
- Superar emoções negativas;
- Aceitar a possibilidade de compreender o outro;
- Paciência para entender o equilíbrio entre o amor e tristeza;
- Resiliência para visualizar que em cada momento o amor poderá se expressar de maneiras diferentes.

Cabe destacar e trocar com você leitor uma pesquisa que nos leva flutuar sobre o que o amor, ou melhor, um novo amor (romântico) é capaz de fazer conosco.

Veja um trecho da matéria postada em 21 de dezembro de 2016 no site da revista super interessante:

"Depois de analisar uma porção de estudos sobre o assunto também concluíram que o amor é que nem droga: vicia tanto quanto cocaína – isso porque estimula a produção de dopamina, substância ligada ao sistema de recompensa, que libera sensação de prazer e faz você ficar viciado.

Aí ferrou. Você passa a se dar mal até no trabalho. É que seu cérebro, avoado e com os pensamentos concentrados no novo amor, não dá conta de fazer outras coisas. Aconteceu com 43 voluntários que, a pedido de psicólogos, responderam a alguns testes. Os recém-apaixonados sempre perdiam alguma informação e se saíam pior que os outros. “Altos níveis de paixão em indivíduos que estão no começo de um relacionamento romântico são associados com menor controle cognitivo”, conclui a pesquisa americana."

Entendemos que falar de amor não é tão simples quanto gostaríamos que fosse, embora o amor em sua essência, seja especialmente simples!

Poderíamos dizer que existem tipos de amores?

Assim como:

- Amor de mãe;
- Amor de filho;
- Amor de casal;
- Amor na caridade;
- Amor na amizade;
- Amor para consigo mesmo;
- Amor com o próximo...

Eu acredito que sim, e você?

responda aqui

FIM

comentar mensagem (responderei o seu comentário em breve)

---------------------------------------------
JÁ CONHECE OS MEUS LIVROS?
SIM  -  NÃO
---------------------------------------------

Um abraço,
Fernando Lapolli
Pensar bem faz bem!


Mais mensagens? Clique aqui para receber mais mensagens motivacionais em seu e-mail gratuitamente.

Quem sou: Escritor e apaixonado pela vida. Autor do livro 365 frases com mais de 2.000 cópias vendidas, e também do eBook Comece o dia.


7 comentários:

  1. Muito bem escrito e pensado.
    Amo os seus posts, realmente pensar bem faz bem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Elvira, fico grato por saber do seu apreço sobre a mensagem que escrevi. Confesso que para escrever essa mensagem tive que fazer algumas pesquisas. Sabemos que o "amor" deveria ser algo simples, porém em muitas circunstâncias da vida, o tornamos complicado. Abraços, Fernando Lapolli.

      Excluir
  2. Gostei da msg muito linda comesei a le-las mas gostei da primeira q li muito Boa!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, boa tarde! Agradeço muito pelo seu comentário, seja bem-vindo(a). Por gentileza, em seu próximo comentário, por favor, coloque o seu nome no final para que possamos (os leitores aqui do blog) lhe conhecer melhor. Abraços, Fernando Lapolli.

      Excluir
  3. Sim.. eu também acredito que exista vários tipos de Amores.
    Adorei o texto. Abraços, Nathalia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nathalia, que maravilha ver a sua participação também aqui no blog. Também acho que o amor tem várias versões, embora a essência seja sempre o "bem maior". Abraços, Fernando Lapolli

      Excluir
    2. Sim eu acredito no amor ele tem o poder de transformação e cura com as pessoas

      Excluir

>>> Faça o seu comentário no formulário ACIMA. Favor colocar seu nome no final do comentário.