sexta-feira, 3 de janeiro de 2020

Vencendo a obesidade

A obesidade nos oferece marcas que jamais esquecemos e eu tenho uma! Eu cheguei a pesar exatamente 115 quilos!! Isso mesmo, todo esse peso com apenas um metro e setenta de altura!

Estar muito acima do peso nos leva a ficar impressionado com muitas coisas...



Coisas que impressionam quando estamos bem acima do peso:

1. A quantidade de comida;
2. A enormidade de gorduras que eu comia;
3. Calça apertada, camisa apertada, nada vestia bem...
4. Ter a impressão que as pessoas estão te julgando, e na verdade estão;
5. Entre várias outras coisas não ter noção de que se está muito acima do peso e que isso só faz mal a quem tem.

Na minha busca por emagrecer eu cheguei a comprar calças com números menores para me estimular a perde peso. Bobagem! Para mim não deu certo!

O que deu certo para eu emagrecer?

Para namorar? Para impressionar alguém? Não!!

Eu posso te dizer que para mim o que me fez emagrecer de verdade foi ter percebido como a minha saúde estava ficando debilitada, e como eu andava desanimado tendo até um princípio de depressão. Digo isso porque em oportunidades anteriores eu cheguei a fazer aquelas dietas malucas para impressionar alguém, e quer saber, não deu certo!

Vou contar o que fiz para emagrecer de verdade!

A primeira coisa foi ter consciência, parece tolo falar isso, mas eu posso te afirmar, você tem que ser o primeiro a acreditar na necessidade de perder peso, se isso não estiver claro, certamente será mais difícil! É como parar de fumar cigarro, todo mundo sabe que faz mal, que até mata, mas mesmo assim as pessoas ainda fumam! Não estou condenando quem fuma, apenas demonstrando a importância da consciência.

A segunda coisa mais importante e que me fez mudar de vida no sentido de emagrecer foi compreender que é NECESSÁRIO mudar de hábitos! Exatamente, eu mudei meus hábitos alimentares, vou falar mais sobre isso abaixo.

A terceira coisa entender a cadeia alimentar, saber da importância dos nutrientes, proteína, carboidratos, gorduras e vitaminas. Veja bem, saber isso é fundamental, pois não podemos deixar de absorver esses nutrientes.

A quarta coisa é juntar tudo e começar a emagrecer. Antes de continuar quero deixar claro que não estou recomendando uma dieta ou algo do gênero, apenas estou dizendo o que fiz e deu certo para mim.

COMO EU FIZ PARA EMAGRECER

1. Criei a consciência de que eu precisava emagrecer para o MEU BEM, e não para os outros!

2. Mudei de hábitos, essa é uma das partes do processo que considero mais importante, porque se você não mudar os hábitos alimentares, logo após alguns dias, meses ou anos, voltamos a engordar novamente.

Eu comecei reduzindo a quantidade de carne vermelha, optei por comer peixes, frango, essa mudança de hábito me fez perder peso em poucos dias. E muito peso! No início a perda parece ser mais rápida.

Depois continuei mudando meus hábitos, ou seja, comendo verduras, folhas como alface, rúculas e etc...

Um detalhe IMPORTANTE! Eu nunca gostei de verduras até então, mas como eu tinha a consciência de que iria emagrecer, fui aos poucos experimentando novos alimentos.

Somando a isso comecei caminhar o que me ajudou demais! Com a atividade física eu perdia cada vez mais peso. No início parece chato, mas quando a gente começa a perceber os resultados, dá vontade de no outro dia acordar e sair para caminhar.

NÃO TEM SEGREDO!

Hoje eu uso roupas com números menores, me sinto mais saudável, lembra do meu sonho? Estou realizando tendo mais saúde!

Um conselho que posso te dar: fuja das dietas malucas, elas podem te tirar alguns quilos hoje mas amanhã a chance de você voltar a engordar e voltar ao que era antes é muito grande!

Depois que comecei a aplicar os processos acima eu nunca mais engordei! E isso já fazem pelo menos 10 anos!!

Um grande abraço,
Fernando Lapolli
Pensar bem faz bem!

Comentários:
Responderei os comentários em breve,
será um enorme prazer.
 33   Quero comentar  

sexta-feira, 7 de junho de 2019

Motivando-se para motivar

Ter a chance de melhorar o seu dia é algo realmente espetacular, na verdade uma oportunidade divina, e é quando você acorda novamente e tem mais uma vez a chance de evoluir.

A motivação tem a capacidade de melhorar tudo em sua vida, com ela sua imagem melhora, sua saúde, seu profissionalismo e sua auto estima aumenta cada vez mais.

Para ser um vencedor, tanto na vida pessoal como na vida profissional, você necessariamente precisa estar motivado. Como fazer isso? Há muitas maneiras de manter-se motivado, e uma delas é cultivar sempre os bons pensamentos. Os pensamentos mudam a vida de uma pessoa, são eles que coordenam a nossa história.


IMAGEM CAPTURADA NA INTERNET: CRÉDITO DESCONHECIDO

Com pensamentos positivos você estará cultivando a sua motivação. O mais interessante é que a motivação vem de dentro para fora nesse caso, sendo assim só depende de você!

Neste instante pense em coisas que te fazem bem, coisas que deixam o seu interior mais alegre, mais feliz, mais energizado. Imagine seu corpo envolvido por uma luz azul, onde tudo que se aproxima de você tende a se transformar gerando assim uma troca de energias positivas.

Quem motiva, tem o dom de melhorar a vida das outras pessoas e a sua também, pois um motivador transforma ambientes e momentos. Em muitos momentos da vida, você tem a chance de se auto motivar mas a falta de determinação e de atitude deixam que a sua vida seja conduzida pela inércia da ação.

Pare, pense, e faça agora o que só depende de você para que sua vida fique cada vez ainda melhor. Hoje você pode, ontem você teve a chance e não fez, amanhã ainda não chegou. Ao motivar-se, você estará contribuindo para a existência de um universo cada vez melhor.

FIM.

Um grande abraço,
Fernando Lapolli
Pensar bem faz bem!

Comentários:
Responderei os comentários em breve,
será um enorme prazer.
 +110   Quero comentar  



Conheça também a seção:
Coisas da vida

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Coisas da vida


São fofos... 
24 de setembro de 2018

Minha esposa e eu temos o hábito de caminhar de tarde aqui no bairro em que moramos. Na verdade vamos caminhar mais no fim de tarde, e dessa maneira recebemos um bônus de poder contemplar o pôr do sol. Que maravilha!

É fantástico poder ter visão para compreender e dar valor à pequenos detalhes que surgem em nossas vidas.

Seguimos a caminhada conversando sobre muitos assuntos e revelo a vocês que comento com a minha esposa sobre os inúmeros e-mails dos leitores que recebo; falamos sobre a vida, sobre a saúde, enfim... assuntos do dia a dia.

Eu percebo que conversar sobre a vida é algo que me dá uma enorme alegria. Me faz despertar novas ideias. Me motiva.

Logo após uns cinco minutos de caminhada aproximadamente, chegamos próximos a uma bela praça, com belas árvores, palmeiras altas, e cercada de flores, em especial uma planta chamada estrelícia (nome científico Strelitzia reginae), para quem não conhece, a estrelícia é uma planta muito bela com folhas verdes duras, e com uma flor em formato linear de cor laranja. Essa é a planta preferida da minha esposa.

A praça pela qual passamos é realmente aconchegante, em seu formato circular rodeada de árvores ela traz uma tranquilidade para o florescer de bons pensamentos.

Nossa passagem pela praça não dura muito tempo, pois a caminhada é longa, e como dizem os preparadores físicos e especialistas, uma caminhada deve durar pelos menos quarenta minutos para começar a nos trazer efeitos positivos à saúde, pois, quarenta minutos aproximadamente é capaz de reduzir a pressão arterial durante 24 horas após o término do exercício, além de outros benfícios.

Ao chegarmos próximos do centro da praça, encontramos quase sempre dois amigos que apelidamos carinhosamente de "boneco" e "boneca".

Vou começar a descrever o mais alto, ou melhor, a mais alta, a "boneca". Com os pêlos em cor marrom, ela possui umas orelhas pontudas, olhos castanhos, e deve ter aproximadamente uns cinquenta centímetros de altura, e seu peso deve ser de mais ou menos uns quarenta quilos. Meiga e muito, mas muito atenciosa, a "boneca" é um amor de quatro patas, sempre querida e sobre tudo companheira.

Já o nosso baixinho, rs, o "boneco", esse é uma faísca, sempre ligeirinho e do jeito dele. Também é marrom, com olhos castanhos, um focinho curtinho e com aproximadamente uns quarenta centímetros de altura, já o peso eu creio que seja algo próximo de uns vinte e cinco quilos.

É fato! Basta passarmos pela praça e lá vem eles, os nossos companheiros de caminhada, o "boneco" e a "boneca", o boneco fica todo alvoraçado e pula na minha calça, e fica me rodeando, um "pestinha", rs, como se diria antigamente; mas confesso, um "pestinha" no bom sentido da palavra. A boneca já é toda meiga, chega de leve com aquele olhar singelo cheio de amor para dar. Ela é com toda certeza uma "boneca" sem dúvida. Dois cachorros encantadores.

É claro que apelidos assim tão angelicais não teriam partido totalmente da minha iniciativa; tá... eu até dei um toque na sugestão, mas quem apelidou mesmo, foi a minha esposa, aliás ela ama cachorros. Acho que puxou ao pai nesse sentido, às vezes brincamos que qualquer hora o meu sogro irá montar uma ONG.

Mas enfim...

Seguimos caminhando por volta de cinquenta e oito minutos, e eles, o "boneco" e a "boneca" permanecendo ao nosso lado, e o mais interessante, não nos pedem nada em troca, damos carinho sem eles pedirem, algumas vezes levamos ração sem eles pedirem, brincamos com eles sem eles pedirem. É um sentimento puro no meu ver.

O carinho que esses animais prestam a gente deveria servir de estudo, pois, é algo que transcende a compreensão habitual, aliás, vou mais além, é algo que não conseguimos compreender, pois na atualidade, e espero não estar exagerando, até o "amor" (coloquei entre aspas por considerar não ser um amor real), é usado como moeda de troca.

Terminamos naquele dia a caminhada como sempre, nos despedindo deles na praça, com a esperança de vê-los em breve.

Os dias seguem o seu curso e neles precisamos fazer a nossa parte, e para quem já pesou cento e dez quilos quilos e perdeu vinte, não dá para ficar sem praticar algum exercício físico, e hoje mesmo (no dia em que escrevo essa carta), eu fui caminhar sozinho, pois a minha esposa estava atendendo uma cliente.

Como sempre fui me aproximando da praça, cabisbaixo pensando sobre os compromissos da semana, até que apareceu a "boneca"! Foi uma alegria só! Caminhamos por cerca de quarenta minutos até que de repente mais tarde, quando já estávamos voltando, encontramos o "boneco", foi demais!

O boneco é daquele tipo que quando chega, ele chega marcando presença, quer total atenção para ele, mas depois de uns três minutos ele se acalma e quer ser o guia do passeio.

Eu sempre gostei de animais, de uma maneira geral, mas cada vez mais eu os observo, pode parecer estranho, pode até parecer irracional da minha parte, mas em muitas situações, eles os animais, tem muito a nos ensinar.

É sabido que caminhar faz bem à saúde, mas você poder caminhar e ainda contar com uma troca imensa de energias positivas, nos deixa melhor ainda. É incrível.

Por fim, hoje mesmo li uma rápida notícia no twitter que dizia: "Pokémon Go - ajuda a esquecer problemas, diz criador do game".

Acho que eles ainda não descobriram o "boneco" e a "boneca".

Bons pensamentos a todos e até a próxima.

Comentários:
Responderei os comentários em breve,
será um enorme prazer.
 +134   Quero comentar  



sábado, 8 de dezembro de 2018

O poder da motivação


Para superar precisamos antes passar pelos obstáculos que surgem na vida da gente!

Com a lamentação deixamos de prosseguir e continuamos inertes, ou seja, lamentando ao invés de agir. Lamentar não motiva, muito pelo contrário corrói ainda mais as energias que possuímos.

Abaixo fiz uma ilustração que nos faz refletir sobre as lamentações:



E o que fazer para não lamentar?

Acredito eu que o primeiro passo deve ser o ato de reconhecer que estou lamentando. Digo isso porque já passei por muitas situações em minha vida em que me vi lamentando e eu não percebia isso. Então, perceber que estamos lamentando é o primeiro passo.

Como perceber que estamos lamentando?

É possível perceber a lamentação quando ficamos parados apenas reclamando ao invés de fazer algo para mudar. Embora lamentar pareça que irá resolver os problemas, mas não irá.

Um exemplo prático é quando estamos diante de uma perda. Em alguns casos as pessoas não percebem que estão em profunda lamentação e acabam ficando doentes contraindo uma depressão entre outras doenças.

Sabemos que perder não é bom, ainda mais quando perdemos um ente querido, no início parece que o mundo acabou, mas com o tempo vamos compreendendo que a vida continua.

Numa linguagem popular, podemos dizer que lamentar é quase o mesmo que ficar remoendo, parado, sem o desejo de mudar.

As lamentações consomem a nossa energia de viver. Manter-se motivado é fundamental para que tenhamos uma vida mais feliz. Antes, devemos separar o que é motivação de alegria.

Motivação é estado de espírito, é ter vontade de vencer, é uma força que nos impulsiona à seguir em frente. Já a alegria é um estado temporário que normalmente é envolvida por uma euforia.

Costumo fazer a seguinte análise:

MOTIVAÇÃO

Motivo + Ação = Faça acontecer!

Por tanto cabe destacar que para existir a motivação, precisamos ser impulsionados para superar. Abaixo alguns exemplos onde podemos aplicar a motivação:

- Na tristeza;
- Na derrota;
- Na desilusão;
- Numa perda;

- Para viver melhor;
- Para conquistar metas;
- Para ser feliz...

Viver motivado é fundamental, ouso dizer que é necessário!

E como faço para me motivar?

Eu conheço dois tipos de motivação, são elas:

MOTIVAÇÃO INTERNA
Acho esse exemplo prático: você está triste, desanimado e aí você coloca uma música que lhe dá aquela vontade de sair de fazer algo para ficar melhor. Nesse caso você mesmo se motivou para seguir em frente. Ou quando você percebe que está triste e logo começa a pensar em coisas boas.

MOTIVAÇÃO EXTERNA
Quando alguém percebe que você não está bem, e essa pessoa lhe põe para cima com palavras e gestos que lhe confortem. É uma motivação que vem de fora para dentro. Há muita motivação assim em palestras motivacionais.

Não importa como você será motivado, o que importa é que você não deixe que a tristeza domine você!

Abaixo uma breve ilustração do que devemos fazer para superar uma lamentação:



Observando a imagem acima você perceberá que coloquei o ato "CORAGEM PARA MUDAR". Eu fiz questão de mencionar esse ato porque apenas querer não basta para termos motivação, precisamos acima de tudo ter coragem para mudar!

Enquanto muitos lamentam em detrimento das dificuldades, de sentimentos negativos, de pensamentos ruins, nós devemos olhar para cima e agradecer por termos saúde, por termos a oportunidade de transformar as lamentações em superação!

Por fim, desejo que a sua vida seja repleta de conquistas, de motivação, de superação, mesmo tendo a ciência de que os obstáculos se farão presentes no percurso, deveremos sempre seguir em frente.

Motive A SUA VIDA também!

Um grande abraço,
Fernando Lapolli
Pensar bem faz bem!

GOSTOU?
Então comente abaixo...

Comentários:
Responderei os comentários em breve,
será um enorme prazer.
 81   Quero comentar